PRS - Cerrado recebe apoio formal de Conselho Municipal

No dia 26/11, durante a reunião ordinária do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente de Itumbiara (COMDEMAI), em Goiás, o Projeto Rural Sustentável – Cerrado foi apresentado pelo monitor de campo Johnatan Palmer para mais de 10 instituições. Na ocasião, o ponto principal versou sobre primeiro edital aberto, que selecionará Unidades Demonstrativas (UDs). Informações sobre o projeto, envolvimento das instituições cadastradas ou não, além de perspectivas de divulgações conjuntas entre o PRS - Cerrado e as instituições foram os outros temas abordados. Após o evento, o Conselho emitiu uma Manifestação de Apoio formal ao projeto.

“O PRS – Cerrado possui grande relevância socioambiental e econômica. Todos nós, conselheiros e conselheiras, temos interesse em participar e apoiar essa grande iniciativa”, frisou a coordenadora de Educação Ambiental da Agência Municipal de Meio Ambiente de Itumbiara (AMMAI), Obede Rodrigues Alves.

Além da Agência, participaram representantes da Associação dos Engenheiros de Itumbiara (AENGI), do Conselho das Associações de Bairros de Itumbiara (CABI), do Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio Paranaíba, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), da Loja Maçônica Cruzeiro do Sul, da Organização dos Advogados do Brasil (OAB), do Rotary Club, da Companhia Saneamento de Goiás (SANEAGO), do Sindicato Rural da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e da Faculdade Santa Rita de Cássia (Unifasc).


Conheça os critérios de elegibilidade e vantagens para UD´s

Tamanho e localização da propriedade, além de documentos válidos, esses são alguns requisitos para que produtores e produtoras rurais se cadastrem no edital de Unidade Demonstrativa do PRS – Cerrado, que fica aberto até o dia 11/12.  É fundamental que o(a) produtor(a) tenha implantada em sua propriedade, ou parte dela, os sistemas de Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entendidas como sinônimo de Sistemas Agroflorestais (SAFs), e/ou Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD), que são as tecnologias sustentáveis de baixa emissão de carbono apoiadas pelo projeto.

Confira abaixo o detalhamento de todos os critérios de elegibilidade que devem ser cumpridos:

Produtor(a)

  • Estar com o RG e CPF ou CNPJ válidos e certidão de Nada Consta (CNDs);
  • Comprovar a posse legal do imóvel como proprietário(a), arrendatário(a), parceiro(a), comodatário(a), concessionário(a) do Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA), ou permissionário(a) de áreas públicas;
  • Comprovar a anuência da propriedade, em caso de copropriedade e/ou detenção conjunta da posse legal do imóvel rural;
  • Estar de acordo com a participação nas ações previstas no projeto;
  • E cumprir com as determinações de limites e renda da área da propriedade – a dos(as) pequenos(as) produtores(as) deve ter até 4 módulos fiscais, com renda bruta agropecuária anual de até R$ 415 mil por ano; e dos médios(as) produtores (as) superior a 4 e até 15 módulos fiscais, com renda bruta agropecuária anual de R$ 415 mil até 2 milhões por ano;.

Propriedade

  • Estar no bioma Cerrado, localizada total ou parcialmente em um dos 101 municípios selecionados pelo projeto em GO, MG, MT e MS;
  • Comprovar inscrições efetivas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) ou o processo de registro em andamento;
  • Não ter em seu histórico elementos com os quais não compactuamos, como trabalho escravo trabalho infantil, crime ou infração ambiental, por exemplo.

Quais os benefícios?

Ao se tornar uma Unidade Demonstrativa, os produtores e produtoras terão direito a vários benefícios, como assistência técnica gratuita por 12 meses; capacitação; promoção e divulgação em eventos, mídias digitais e comitês; execução de um programa-piloto de certificação(ões) e de um programa-piloto de avaliação e implementação de um mecanismo financeiro diferenciado; além de aportes financeiros de até R$30 mil para a estruturação e a manutenção de sua propriedade para os Dias de Campo – eventos que ocorrerão para sensibilizar, informar e demonstrar a outros produtores e produtoras todos os benefícios da adoção de tecnologias de baixa emissão de carbono.

Canais de atendimento a produtores(as)

Em caso de dúvidas sobre o edital, sobre a documentação necessária para participar ou dificuldades no momento do cadastramento, há um call center disponível pelo 0800 038 6616, de segunda a sexta, das 9h às 18h (horário de Brasília). É possível tirar dúvidas pelo e-mail chamada.ud@iabs.org ou pelo WhatsApp: 61 9 8413 9285. Foi elaborado, ainda, um tutorial com o passo a passo para o cadastramento e um vídeo com todas as orientaçõesTambém já foi realizada uma live sobre o tema, disponível no canal IABSTV.


Evento virtual tira todas as dúvidas sobre edital de UDs

Na próxima quinta-feira, 12/11, a partir das 16h, o Projeto Rural Sustentável Cerrado realiza o encontro virtual Como se tornar uma Unidade Demonstrativa no PRS – Cerrado? O evento ocorre para explicar, tirar dúvidas e passar todas as informações sobre como participar do primeiro edital aberto no projeto, que é voltado para pequenos e médios produtores e produtoras rurais que possuem em suas propriedades alguma das tecnologias apoiadas: sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, ILPF, entendida como sinônimo de Sistema Agroflorestal, SAF, ou a Recuperação de Pastagens Degradadas, RPD. A transmissão ocorre por meio do canal no Youtube IABSTV.

O edital oferece como benefício para as propriedades selecionadas: assistência técnica gratuita durante 12 meses; capacitação por meio de cursos EaD; realização e participação nos Dias de Campo; participação no programa-piloto de certificação; divulgação da propriedade; apoio financeiro para estruturação das propriedades de até R$30.000, dentre outros.

A condução do evento ficará a cargo de Marília Ramos, coordenadora da equipe de Campo do projeto; e Lívia Antunes, pela área de Processos. Ao final, é reservado um espaço para perguntas e respostas.

Sobre o PRS – Cerrado

O projeto é composto por um arranjo institucional inovador, que conta com instituições idealizadoras, beneficiário, executor e apoio científico: Governo do Reino Unido, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade, o IABS, e Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa. Juntos, o objetivo é implantar práticas agrícolas de baixa emissão de carbono, aumentar a produtividade sem agredir o meio ambiente e aumentar a renda de pequenos e médios produtores e produtoras rurais do bioma Cerrado.

Serviço

Live: Como se tornar uma Unidade Demonstrativa no PRS – Cerrado?
Data: 12/11
Horário: 16h
Transmissão: canal no Youtube IABSTV


Edital aberto para pequenos e médios produtores(as) rurais

Assistência técnica gratuita por 12 meses, divulgação, apoio financeiro para a estruturação da propriedade em até R$ 30 mil e a realização dos Dias de Campo – eventos que ocorrerão para sensibilizar, informar e demonstrar a outros produtores e produtoras todos os benefícios da adoção de tecnologias de baixa emissão de carbono. Esses são alguns dos benefícios previstos no edital correspondente à Chamada de Cadastramento e Seleção de Unidades Demonstrativas (UDs), do Projeto Rural Sustentável – Cerrado, para pequenos(as) e médios(as) produtores e produtoras rurais, publicado nesta sexta, 23/10.

Para se tornar uma Unidade Demonstrativa, as propriedades precisam já ter implantada alguma das tecnologias agrícolas apoiadas pelo projeto:  sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), entendidas como sinônimo de Sistemas Agroflorestais (SAFs), e/ou Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Serão selecionadas até 170 propriedades localizadas nos 4 estados, 13 microrregiões e 101 municípios abrangidos pelo projeto. O cadastramento de propostas começa a partir da próxima terça, 27/10, e se estende até o dia 23/11.

Para a comprovação que, de fato, a propriedade está enquadrada nos critérios de exigibilidade, serão feitas avaliações in loco pela equipe de campo do PRS – Cerrado, que está presente em todos os estados abrangidos pelo projeto.

Sobre o Projeto Rural Sustentável – Cerrado

Financiado pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional, o PRS – Cerrado é resultado de parcerias que objetivam aumentar a renda e a produtividade de produtores e produtoras rurais do bioma Cerrado, sem agredir o meio ambiente. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.


Cartilha de prevenção à COVID-19 é disponibilizada

Para preparar e viabilizar a ida da equipe de campo para as atividades presenciais individualizadas, o Rural Sustentável - Cerrado elaborou a Cartilha de Prevenção contra a Covid – 19. Formas de transmissão e proteção; sintomas; informações sobre isolamento social; uso e descarte dos equipamentos de proteção individual; e protocolo de segurança são os principais temas abordados no material. As informações são disponibilizadas também em uma versão mais gráfica, um folder, que acompanhará os kits que serão entregues ao público-alvo do projeto, tanto durante as visitas presencias, quanto em atividades como Dias de Campo.

Além do informativo, impresso e online, a equipe de campo está passando por uma preparação virtual com a equipe técnica do projeto, a fim de tirar dúvidas e discutir ações para reduzir as chances de contaminação, tudo para garantir a segurança de todos e todas na realização das atividades presenciais do PRS-Cerrado. Também é disponibilizado internamente um boletim informativo quinzenal, no qual constam informações e atualizações sobre a COVID-19, com o objetivo de manter coordenadores(as) e monitores(as) informados(as) sobre as especificidades de cada região.

Acesse a cartilha de prevenção à Covid-19

Leia o folder com medidas de segurança

Sobre o Projeto

Durante 4 anos, com investimentos que ultrapassam R$ 100 milhões, o Projeto Rural Sustentável – Cerrado objetiva implantar práticas agrícolas de baixa emissão de carbono, a partir dos sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e da Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Somos financiados pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O IABS é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.

 


Gerência técnica na área de Finanças Verdes reabre vaga

Oportunidade, para contrato de 37 meses, está disponível até o dia 06 de agosto

Está reaberta a vaga de contratação de consultor(a) técnico(a) para gerenciar, monitorar, acompanhar e articular institucionalmente ações de promoção de incentivos creditícios, fiscais e tributários, acesso ao crédito e de inovações. A submissão de currículo poderá ser feita até 06 de agosto.

A vaga pede formação superior nas áreas das ciências econômicas, administração, ciências contábeis ou demais especialidades relacionadas à administração financeira. É necessária experiência com mercado de crédito, de preferência o rural, fundos de investimentos e instrumentos financeiros. Embora não obrigatórios, pós-graduação nessas áreas e conhecimento da Língua Inglesa são diferenciais.

Por enquanto, durante as medidas de segurança contra a COVID-19, a vaga é home-office. No entanto, assim que as atividades presenciais forem retomadas no decorrer do projeto, o(a) consultor(a) deverá possuir disponibilidade para prestação dos serviços em Brasília/DF, onde serão disponibilizados espaço físico e condições para o desenvolvimento do trabalho na sede do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS).

Veja mais informações sobre como submeter candidatura aqui

Sobre o Projeto

Durante 4 anos, com investimentos que ultrapassam R$ 100 milhões, o Projeto Rural Sustentável – Cerrado objetiva implantar práticas agrícolas de baixa emissão de carbono, a partir dos sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e da Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Somos financiados pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O IABS é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.

 


Seleção para desenho de ações de assistência técnica

Processo seletivo está aberto até o dia 07 de agosto e ocorrerá em três fases: documentação, portfólio e entrevista

Desenhar e estruturar metodologias e ações de assistência técnica e de gestão e uso sustentável de propriedades rurais. Esse é o objetivo da nova oportunidade aberta no âmbito do Projeto Rural Sustentável – Cerrado. A instituição interessada deverá submeter, além da documentação prevista no edital, proposta financeira para realização dos serviços, que não deve ultrapassar o teto de R$ 150.000,00.

Durante a vigência do PRS – Cerrado, a assistência técnica desenhada com esta contratação será implementada em Unidades Demonstrativas (UDs) e Unidades Multiplicadoras (UMs), que serão selecionadas posteriormente, dos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Tudo com foco na adoção de tecnologias agrícolas sustentáveis e de baixa emissão de carbono.

A instituição contratada irá levantar e sistematizar projetos, ações, informações e outros insumos sobre metodologias de assistência técnica que sejam aplicáveis à implantação de práticas produtivas sustentáveis e de baixa emissão de carbono, assim como ao público beneficiário do projeto no bioma Cerrado (como produtores e produtoras), além de propor metodologia para as ações de assistência técnica do projeto e elaborar proposta de edital para seleção de instituições executoras desses serviços para as UDs e UMs.

O processo de seleção ocorrerá em três fases: a primeira verificará o atendimento à documentação solicitada pelo edital, a segunda contempla a análise do acervo institucional, do(s) currículo(s) do(a) responsável pelo contrato, da equipe envolvida e da proposta financeira e a última fase consiste em entrevista a ser realizada com a pessoa responsável pela execução dos serviços.

Confira todas as informações no Termo de Referência.

Sobre o Projeto

Durante 4 anos, com investimentos que ultrapassam R$ 100 milhões, o Projeto Rural Sustentável – Cerrado objetiva implantar práticas agrícolas de baixa emissão de carbono, a partir dos sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e da Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Somos financiados pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.


Grupo do Plano ABC em MG se reúne com equipe do PRS-Cerrado

Encontro virtual ocorrido nesta terça, 21/07, foi para exposição do Projeto ao estado mineiro

Durante a tarde desta terça-feira, 21, foi apresentado ao grupo gestor do Plano ABC de Minas Gerais o Projeto Rural Sustentável - Cerrado, com o detalhamento de pontos como facilitação de crédito aos produtores, certificação, capacitação e demais dúvidas sobre como o grupo poderia se envolver. Participaram da reunião representantes de diversas instituições, como Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (SEAPA); Ministério da Agricultura; Superintendência Federal de Agricultura; Serviço Florestal Brasileiro; Sistema Ocemg (Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais); e Embrapa Sorgo e Milho.

O projeto teve grande aceitação pelos membros do grupo devido a sua robustez e amplitude. O detalhamento de como será a atuação dos Agentes de Assistência Técnica (ATECs) durante a execução do projeto também foi um importante ponto levantado: esses profissionais vão agir por 24 meses nas áreas de atuação do projeto, oferecendo assistência técnica, acompanhamento e monitoramento da implantação de tecnologias sustentáveis e de baixa emissão de carbono, como o sistema ILPF – uma das tecnologias agrícolas propostas pelo PRS – Cerrado.

A parte de capacitações também foi tema na reunião, em que representantes da Embrapa Sorgo e Milho manifestaram interesse em integrar esta frente aos cursos de Ensino a Distância que a instituição já oferece, todos voltados à tecnologia de integração Lavoura-Pecuária-Floresta.

Continuidade do diálogo em MT

Já o estado do Mato Grosso contou com um segundo encontro virtual na sexta, 17/07, que também tratou do Plano ABC, mas relativo à sua organização. Na ocasião, a equipe do PRS – Cerrado apresentou mais detalhes dos objetivos e ações previstas para a localidade, além do convite, feito pelo governo do Estado, para somar esforços na reativação do grupo gestor do Plano ABC no estado. O evento foi na sexta-feira, 17, e contou com a participação de representantes de diversas entidades, como Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), além da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SEDEC).

Além de iniciativas em parceria com o governo local, também foi ponto de conversa a importância da integração e ação conjunta do PRS - Cerrado com outros projetos já existentes no estado - até para viabilizar também ações como Mestrado Profissionalizante, por exemplo. Ficou acertado no encontro a realização de reuniões individuais da equipe do PRS - Cerrado com cada uma das instituições presentes.

 


Vaga aberta para assistência contábil em Brasília

Interessados(as) têm até o dia 24 de julho para encaminhar currículo e compor a equipe do PRS-Cerrado

Participar dos processos de contratação, de aquisição de equipamentos e insumos, das prestações de contas e da preparação de solicitações de desembolso que serão apresentadas ao financiador, bem como produção de documentos administrativos, financeiros e contábeis e monitoramento de atividades. Essas são algumas das funções da nova vaga aberta para compor a equipe de trabalho do Rural Sustentável – Cerrado. É necessário nível superior e experiência na assessoria administrativa, contábil e financeira em projetos financiados por entidades internacionais ou multilaterais de desenvolvimento. Pós-graduação é um diferencial.

Durante 37 meses, o(a) assistente contábil poderá desenvolver seu trabalho na sede do IABS, em Brasília. Atualmente, por ocasião da pandemia, os serviços serão prestados via home office. Não há restrição para candidaturas de pessoas físicas, desde que, no momento da contratação, elas estejam instituídas como pessoas jurídicas.

Ficou interessado(a)? A submissão de candidatura pode ser feita até o dia 24/07. É só clicar aqui!

Sobre o PRS - Cerrado

Durante 4 anos, com investimentos que ultrapassam R$ 100 milhões, o Projeto Rural Sustentável – Cerrado objetiva implantar práticas agrícolas de baixa emissão de carbono, a partir dos sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e da Recuperação de Pastagens Degradadas (RPD). Somos financiados pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração do projeto e a Associação Rede ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio técnico.


Realizada reunião com o governo do MS sobre o PRS-Cerrado

Apresentação do projeto ao grupo gestor do Plano ABC no Estado foi realizada no dia 26/06, por meio de encontro virtual

No dia 26/06, a equipe do PRS – Cerrado fez uma exposição do projeto a instituições do governo do Mato Grosso do Sul. Do ente federativo, participaram representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO/MS), da Federação da Agricultura e Pecuária (FAMASUL), da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/MS) e da Embrapa Gado de Corte. Os presentes destacaram que iniciativas previstas no Projeto, como Unidades Demonstrativas e Multiplicadoras, além dos Dias de Campo, são ferramentas essenciais para uma adequada assistência técnica- participativa.

Na ocasião, Francisco Pacca, superintendente da EMAGRO/MS, assim como os demais, colocaram-se à disposição para colaborar com o avanço do projeto e suas ações no Estado. A cooperação técnica, arranjo institucional, objetivos, áreas de atuação e as principais ações ao longo dos quatro anos de execução pelo PRS-Cerrado, além da reestruturação do Plano ABC no estado sul mato-grossense foram alguns dos pontos mencionados durante o encontro. Foi destacada também a existência no estado de diversos Programas, cujas ações têm uma conexão com àquelas do PRS-Cerrado, como o Programa de Treinamento e Capacitação Técnica Continuada.

Além de Clóvis Toletino (FAMASUL), do auditor Marco Antônio de Oliveira Georges (MAPA/SFA-MS) e os pesquisadores Ademir Hugo Zimmer e Alexandre Romeiro de Araújo (Embrapa Gado de Corte), também participaram da reunião Marília Ramos, coordenadora de Campo e Felipe Martini Santos, coordenador em MS – ambos do PRS - Cerrado.